Palestrante na M&T Expo resgata a história das máquinas de construção e projeta as inovações

Feira foi encerrada nesta quinta-feira (29), em São Paulo, trouxe os principais assuntos sobre o mercado tanto na Arena de Conteúdo como no Summit M&T Expo 2018
Na perspectiva histórica de evolução das máquinas de construção, o período atual é de expressivo aperfeiçoamento dos equipamentos existentes e da exacerbação da eficiência dos produtos, descreveu o engenheiro Norwil Veloso, consultor da Sobratema e autor do livro Gerenciamento e Manutenção de Equipamentos Móveis, em palestra da Arena de Conteúdo, da M&T Expo, encerrada nesta quinta (29), em São Paulo. “O momento é de máquinas muito mais confiáveis. No entanto, não vemos o surgimento de conceitos novos”, afirmou.
 
Segundo o palestrante, a invenção da polia (600 a.C.) pelos gregos marca o primeiro registro histórico das máquinas de construção. A partir daí, segundo Veloso, surgiram os três pilares de evolução dos equipamentos: a invenção do pneu (1890), da hidráulica de baixa pressão em motores (1920) e de motores a diesel (1930).
 
Segundo Veloso, grande parte do desenvolvimento de máquinas para a construção, sobretudo guindastes e escavadeiras, deveu-se à intensificação da atividade portuária a partir da Revolução Industrial. “A obra do Porto de Manchester, em 1875, foi a primeira na história a se valer da mecanização em larga escala”, contou. O último impulso em termos de novos maquinários, comentou, data dos anos 1950, década que considera “a de maior avanço tecnológico do setor”. São dessa fase as primeiras escavadeiras hidráulicas e a maior evolução dos scrapers, equipamentos que depois foram substituídos pelo sistema escavadeira hidráulica e caminhão, considerado mais versátil e produtivo.
 
Outro registro interessante foi no pós-guerra, quando nos Estados Unidos usaram-se escavadeiras montadas sobre caminhões, reduzindo sobremaneira o tempo de montagem e desmontagem do equipamento a vapor, que exigia 280 homens/hora para o serviço.

Download Press Release (PDF)