Impactos nos setores de Construção e Mineração durante o mês de maio

Impactos nos setores de Construção e Mineração durante o mês de maio

Fonte: Climatempo | Imagem do SMAC – Pontos em alerta e monitoramento de raios em tempo real

O setor de Construção e Mineração é muito afetado pelas condições meteorológicas, principalmente por chuva e raios. O clima instável dificulta o controle e prevenção de riscos, infelizmente, em algumas regiões, eventos meteorológicos severos estão cada vez mais intensos e frequentes.

O Brasil é o país com a maior incidência de raios no mundo e eles ocorrem ao longo de todo o ano. Prova disto, é que apesar de estarmos no período seco, de acordo com o levantamento feito pela Climatempo, somente no mês de maio/2022, foram registradas 368 mil descargas atmosféricas no Pará e 124 mil em Minas Gerais, que são importantes regiões minerais.

Por isso, orientamos o uso de ferramentas de monitoramento, como o SMAC (Sistema de Monitoramento e Alertas Climatempo), que trabalha com 3 redes de detecção de raios para poder garantir a eficácia dos alertas e a precisão das informações disponibilizadas, sendo uma delas a EARTH NETWORK, uma das mais modernas redes de detecção de raios do mundo. As informações são armazenadas no nosso sistema para consultas e exportações, sendo possível verificar a quantidade de raios registrados, a distância do ponto de incidência em relação a área de interesse, a intensidade de cada descarga atmosférica, entre outros.

E para auxiliar ainda mais, a Climatempo está desenvolvendo um curso para gestão de risco na ocorrência de raios, se possui interesse preencha o formulário para mais informações:

https://forms.gle/4gZUfmj2jZDnCyAZ9

Além da grande incidência de raios, em maio/2022 tivemos o registro de 13 capitais do Brasil com chuva acima da média, sendo 7 delas na região Nordeste.

Recife ficou em evidência, registrando 786,3mm, um total que ficou 147% acima da média histórica para o mês.

E ainda no balanço do mês de maio, tivemos a passagem do Ciclone Subtropical Yakecan, um sistema de baixa pressão atmosférica caracterizado pelo giro dos ventos no sentido horário, provocando condições severas, como chuva volumosa e fortes rajadas de vento. A ventania sobre o oceano provocada por esse ciclone também deixou o mar muito agitado, houve fortes ressacas e rajadas de vento acima de 100 km/h na região Sul, causando diversos estragos. Milhares de pessoas ficaram sem energia por conta da queda de árvores e postes sobre a fiação, houve destelhamentos, entre outros prejuízos.

Com o uso do SMAC, muitas empresas conseguiram tomar ações preventivas, através do envio antecipado de alertas, conforme a previsão de risco, sendo recebidos através do e-mail, SMS, entrou outros meios.

A Climatempo conta com uma equipe de meteorologistas 24h, voltados para o monitoramento do tempo severo, e serviços com previsões de curto, médio e longo prazo. Os clientes também contam com o apoio desta equipe, assim, podendo auxiliar e prevenir acidentes e perdas em condições adversas do tempo.

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.