Construção de piscinas demanda por miniescavadeiras

Construção de piscinas demanda por miniescavadeiras

Por: Santelmo - M&TExpo 

Além do aumento na produtividade, o equipamento também colabora com a redução de custos e na abreviação do prazo para conclusão da obra 

Capaz de operar em espaços pequenos, a linha de minimáquinas da Bobcat aproveita da versatilidade para conquistar novos mercados. É o caso, por exemplo, das miniescavadeiras empregadas nos serviços de desaterro realizados durante a abertura de piscinas. De acordo com Fábio Pacheco, gerente comercial da Mason Equipment — distribuidora oficial da marca no estado de São Paulo —, trata-se de um setor bastante aquecido atualmente. “Em torno de 20% de todo o nosso faturamento com as miniescavadeiras vem desse segmento”, informa.

O equipamento substitui um processo que tradicionalmente acontece de maneira manual. Além do aumento na produtividade, a máquina também colabora com a redução de custos e na abreviação do prazo para conclusão da obra. Uma piscina média — com 6 m de comprimento, 3 m de largura e 1,40 m de profundidade — precisa de dois dias de trabalho para ser escavada no modo convencional. Já com o aproveitamento de uma escavadeira de uma tonelada, é possível executar duas preparações deste mesmo modelo de piscina.  

A máquina também apresenta como vantagens o custo reduzido com manutenções e a operação simples, realizada através de um joystick. “Como o acionamento não ocorre por alavancas mecânicas, a miniescavadeira se mostra bastante confiável, além de melhorar a segurança porque você tem o controle total da movimentação”, afirma Pacheco. O equipamento tem, ainda, na sua lista de benefícios a facilidade nos deslocamentos proporcionada pela sua forma compacta (podendo atravessar corredores de até 70 cm).

Quando chega ao local da obra, a miniescavadeira consegue aumentar a sua largura com o uso de um sistema de esteiras retráteis. Para o aproveitamento em obras de piscina, o tamanho de equipamento mais recomendado é o de 1 tonelada, considerando as estruturas com dimensões médias. “Mas lembrando que cada aplicação tem a sua peculiaridade", diz Pacheco.