Setor de Máquinas tem alta de 8,5% no faturamento líquido

Setor de Máquinas tem alta de 8,5% no faturamento líquido

Por: Santelmo - M&TExpo 

Balanço divulgado pela Abimaq também mostra que as exportações aumentaram 22,3% e as importações cresceram 4,1% em fevereiro, na comparação com janeiro 

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) divulgou, no final de março, o balanço mensal do mercado. De acordo com o levantamento, houve um aumento de 8,5% no faturamento líquido do setor em fevereiro frente aos dados de janeiro. Entretanto, na comparação interanual, foi registrada queda de 2,9% nesse mesmo indicador. O estudo mostra, também, que o faturamento líquido total cresceu 16,7% no ano e 8,5% no acumulado de 12 meses — ambos em relação aos mesmos períodos anteriores. As vendas da indústria em fevereiro somaram R$ 21,8 bilhões, e já chegam a R$ 41,9 bilhões em 2022.

A pesquisa indica que o setor de Máquinas e Equipamentos teve uma alta de 2,1% no consumo aparente durante fevereiro perante os resultados de janeiro. Na comparação com o mesmo mês de 2021, o crescimento é de 2,8%. Em 12 meses, a elevação é de 15,5%. No entanto, houve uma queda de 4,1% quando analisados os números do acumulado do ano até fevereiro.

Na avaliação da Abimaq, divulgada por meio de nota, os dados registrados no primeiro bimestre de 2022 mostram que a desaceleração da atividade industrial, que teve início no último trimestre do ano passado — principalmente em áreas ligadas ao consumo familiar —, continua causando impactos negativos nos investimentos produtivos de alguns segmentos.

Importações e exportações 

Em fevereiro de 2022, as exportações no mercado aumentaram 22,3% ante janeiro. Ainda aconteceram altas na comparação interanual (37,7%), no ano (31,7%) e nos últimos 12 meses (40,5%). O movimento de crescimento também pôde ser observado nas importações, com elevação de 4,1% em fevereiro frente a janeiro, de 27,3% em relação ao mesmo mês do ano passado, de 19% no ano e de 34,5% no período de 12 meses encerrado em fevereiro último.

“O setor fabricante de máquinas e equipamentos, que tem tradição exportadora, se recuperou com a desvalorização do Real, parte da competitividade anulada pelo ‘custo Brasil’, e registrou importante crescimento das suas exportações”, afirmou a Abimaq. Os países da América Latina foram o principal destino dos produtos brasileiros, seguidos dos Estados Unidos e da Europa.

Emprego 

O balanço da Abimaq mostra que o nível de empregos na indústria cresceu 0,8% em fevereiro na comparação com janeiro. Em relação a fevereiro de 2021, a alta é de 10,6%. Por fim, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) subiu 1,6 ponto e chegou a 79% em fevereiro.